Circuito de Arte, Arquitetura e Paisagismo 

A proposta deste circuito é trazer a luz de especialistas e leigos o acervo arquitetônico, artístico e urbanístico disponível para estudo e contemplação em caminhos corriqueiros, do dia a dia para quem mora na cidade, mas de grande relevância e simbolismo para a arquitetura paulista. 

Algumas obras e espaços também são trazidos pois compõe a diversidade artística que dá a Santo André destaque na paisagem do ABC. 

Artistas, arquitetos, paisagistas e urbanistas consagradas no cenário paulista tem destaque para suas obras públicas, como Roberto Burle Marx, Rino Levi, Luiz Sacilotto, Jorge Bomfim, Tomie Ohtake, etc. 

Acervo Museu Municipal  

Prédio foi construído em 1912, seguindo o modelo Mogy-Guassú de 1910. O projeto era de José Van Humbeck e a fachada de J.B.Maroni. A escola esteve instalada no local foi transferida e ali instalaram-se equipamentos públicos municipais. Atualmente ocupado pelo Museu de Santo André, desde 1990. 
COMDEPHAAPASA

Arte Urbana

Viaduto Av. Santos Dumont (Perimetral) e Grafite 3D Estação de CPTM Prefeito Celso Daniel (Santo André) exemplos de arte urbano e transformação da paisagem urbana através da arte e suas leituras de cidade.

Casa do Olhar “Luiz Sacilotto”

Casa do Olhar promove, pesquisa e estimula reflexões no campo das artes visuais. Estão sob sua gestão o edifício onde está sediada a Casa, a Galeria de Arte do Paço Municipal e a Pinacoteca de Santo André.

CDARQ – Centro de Documentação em Arquitetura e Urbanismo (Paranapiacaba)

Abriga exposição permanente sobre a formação urbana e arquitetônica da Vila Martim Smith, com uso de maquetes, ferramentas e acervo áudio visual. 

Fundação Santo André FAECO e FAFIL – Jorge Bomfim

Os edifícios da FAECO, FAFIL e do CPD foram projetados pela equipe de arquitetos formada por Jorge Bomfim, Toru Kanazawa e Roberto Tross Monteiro. Em 1960 é constituído o Centro Universitário do ABC (Fundação Santo André).

Monumento ao Trabalhador – Tomie Ohtake

A escultura possui forma de fita e presta uma homenagem à classe trabalhadora de Santo André. Ela possui 12 metros de altura, 15 toneladas, comprimento desenvolvido de 28 metros e largura média da fita de 2,5 metros. 

Mural Jornal DGABC – Luiz Sacilotto

O mural foi construído na Universidade Federal do ABC, fundada em 2005, dois anos após a morte do artista, a obra foi adaptada de um projeto de Sacilloto da década de 70, seguindo as  proporções e executada pelo arquiteto Xico Guedes em 2008. Os triângulos vermelhos são placas de polipropilenos fixadas na parede branca. Fonte: Jacques Jaison, 2017.

Obras de Gianni Parziale

Obras de autoria do artista plástico Gianni Parziale que tratam da Crucificação de Cristo, Jardim das Oliveiras, Santa Ceia, Vida e Morte e a glorificação de São Maximiliano Kolbe, Via Sacra, e um painel central que retrata a Ressurreição.
 Rua  Fenícia, 774, Parque Novo Oratório, Santo André. COMDEPHAAPASA

Obra Concressão 0005 – Luiz Sacilotto

Concreção 0005, escultura em aço carbono pintado altura 4m.

Fonte: Jacques Jaison, 2017

Obra Concressão 0011 – Luiz Sacilotto

Concreção 0011, escultura em aço carbono pintado, 8x8x8m.

Fonte: Jacques Jaison, 2017.

Painel Sabina Parque Escola do Conhecimento – Luiz Sacilotto

Sacilotto utilizou conceitos concretistas observados no campo pictórico, módulos ótico-cinéticos, enquadrada nas categorias da optical art, o ilusório do espaço, com as formas em repetição, calculada pela ambiguidade espacial. Nas pinturas, bidimensionalidade num jogo de efeitos, com  distintas posições e tonalidades. Fonte: Jacques Jaison, 2017.

Painel Elevador SESC Santo André – Luiz Sacilotto

O primeiro painel foi executado na área interior do SESC Santo André, projeto arquitetônico de Vasco de Mello, Tito Livio Frascino, Fernando Pires e Arthur Delgado, concluído em 2002. Diferindo dos demais exemplos, é uma grande obra pictórica, pois trata-se de pintura sobre parede, situada sobre caixa dos elevadores, causando um impacto de ilusão ótica. Fonte: Jacques Jaison, 2017.

Paisagismo Paço Municipal – Roberto Burle Marx

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto

Promove anualmente chamadas de para exposição de artes visuais. Destina-se a reunir trabalhos contemporâneos representativos das Artes Visuais. Além da exposição, busca promover, estimular e difundir outras manifestações artísticas.

Tapeçaria – Roberto Burle Marx

Inaugurada em 1969, restaurada em 2006. Medindo 26,36m de comprimento por 3,27m de altura, realizada em duas partes, em tear manual. Tecida na indústria Tapeçaria Manual, unidade da Tecelagem Parahyba de São José dos Campos (SP). 

Teatro Municipal Maestro Flávio Florence – Rino Levi

A história do Teatro iniciou-se no final da década de 1960, quando o projeto arquitetônico de Rino Levi e do paisagista Roberto Burle Marx. A inauguração aconteceu em 1971. Sua acústica foi considerada por anos, como uma das melhores da América Latina

Tríptico – Roberto Burle Marx

Inaugurado entre 1970 e 1971, a obra é um conjunto de três painéis de concreto aparente, em alto e baixo relevo: o primeiro painel tem 11,70 m de comprimento; o segundo tem 7,74 m e o terceiro tem 10 m, todos medem 3,40 de altura.