Rota da Madeira

Foto: Oswaldo Buzzo

História: 

No início do séc. XX, abalada pela Primeira Guerra Mundial, a produção internacional de carvão mineral teve uma queda drástica. O mercado brasileiro, altamente dependente deste tipo de matriz energética, sobretudo para alimentar a viação férrea, passa a buscar alguma alternativa local ao carvão importado. Afinal, o transporte do café pela ferrovia não podia parar. Na região serrana, (com sua abundante floresta) a resposta não podia estar mais perto: a madeira.
Assim, a madeira, que antes era usada esporadicamente na construção e manutenção das moradias, passou a ser explorada de maneira mais intensa, para alimentar as carvoarias que se espalharam pela região. E um dos principais caminhos para escoamento desse produto era este aqui. Por isso ele é hoje conhecido como ROTA DA MADEIRA. 

 

  • Dicas de Visitação: 

Capela de São Sebastião
fundada em 1611 por tropeiros que traziam sal de Santos ao planalto paulista.
Local: Av. Francisco Morais Ramos, 40 – Centro – Rio Grande da Serra.

Igreja do Bom Jesus da Boa Viagem
Fundada em 1912 pelo Padre Luiz Capra. 
Local: SP122, km ?

Igreja Bom Jesus de Paranapiacaba
Fundada em 1899 por ferroviários da São Paulo Railway.
Local: Rua Rodrigues Quaresma, s/nº. Parte Alta – Vila de Paranapiacaba, Santo André

Capela Santa Luzia
Fundada 1945 por lenhadores e carvoeiros da Fazenda Taquarussu.
Local: Estrada do Taquarussu, s/nº. – Quantiga, Mogi das Cruzes. 

Igreja do Baruel 
Reconstruída em 1916 em homenagem ao imigrante italiano Roberto Bianchi, anteriormente o local abrigou a capela de Nossa Senhora da Piedade (1885).
Local: Estrada Baruel Goiabeira, 201-207 – Baruel, Suzano. 


Antes de cair na estrada: 

  • Trata-se de um roteiros de longa extensão (34 km); 
  • Contrate agentes credenciados pelos municípios;
  • Informe seu nome nos pontos de apoio;
  • Vários trechos são sujeitos a alagamento, além de riscos de ventos e raios;
  • Ciclistas: levem câmera de pneu sobressalente, ferramentas e verifiquem o equipamento antes de sair;
  • Evitem equipamentos de som e aproveite o canto dos pássaros; 
  • Não faça fogueiras; 
  • Não retire nada da natureza, além de fotos; 
  • Leve seu lixo com você; 
  • Leve repelente, protetor, roupas e sapatos leves e confortáveis, alimentos e guias de navegação. 

Horário de Funcionamento:
De 6ª.-feira a Domingo, das 9:00 às 18:00. Exceto Feriados, horários especiais.

Entrada: Gratuita | Info: (11) 4439- 0109

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *