Núcleos de Interpretação do Meio e Trilhas

Núcleos de Interpretação do Meio: 

Olho d’água

O Olho d’água é uma área de interpretação ambiental que possui duas trilhas para caminhadas: a Trilha das Hortênsias e Trilha dos Gravatás.

No local o visitante poderá conhecer a integração entre a engenharia inglesa e a natureza. O sistema de abastecimento de água foi construído juntamente com a Vila Martin Smith. A água é coletada diretamente nas nascentes e atualmente abastece a parte baixa da Vila de Paranapiacaba.

Na época da construção parte do sistema abastecia as máquinas do sistema funicular e outra parte era destinada para o abastecimento das casas.

Tanque do Gustavo

Neste outro Núcleo de Interpretação Ambiental é possível conhecer o sistema de abastecimento de água das máquinas do sistema funicular. Atualmente a água abastece a Parte Alta da Vila de Paranapiacaba.

O nome Tanque do Gustavo foi atribuído em homenagem ao alemão Gustavo Hartmann, empreenteiro da SPR que construiu o reservatório.

Trilhas:

  1. Trilha das Hortências

Possui 325m de extensão e pode ser percorrida em aproximadamente 30 minutos. É considerada de grau médio de dificuldade devido sua declividade (de 15º a 20º) . Nela, o visitante pode observar plantas ormanentais exóticas, como a hortência, se origem asiática, alem de conhecer o tratamento dado à água que abastece a parte baixa da Vila.

  1. Trilha dos Gravatás

Possui 389m de extensão e pode ser percorrido em aproximadamente 30 minutos. É considerada de grau fácil de dificuldade, possuindo declividades de até 15º. Percorre-la é um passeio bastante agradável em virtude da sombra das copas das árvores.

  1. Trilha da Pontinha

Acompanha o percurso do rio Grande, possuindo aproximadamente 1090m de extensão com 1h de caminhada. Tem início na estrada de Paranapiacaba e fim na via de manutenção para o Tanque do Gustavo.

A caminhada é fácil (declividade de 15º) e pode-se apreciar parte do antigo sistema de abastecimento de água da 5 máquinas fixas do segundo sistema funicular, que atualmente abastece parte da parte Alta da Vila.

  1. Trilha do Mirante

Acompanhando a encosta da serra, por dentro da mata, a trilha de possui cerca de 1.185m de extensão que podem ser percorridos em aproximadamente 1h. Possui grau fácil de dificuldade e declividade de até 15º.

O principal atrativo é o mirante, que está cerca de 1.000 km de altitude, no limite com o Parque estadual da Serra do Mar, núcleo Itutinga-Pilões, possibilitando a visão da Baixada Santista e do mar, do complexo rodoviário Anchieta-Imigrante e o pólo industrial de Cubatão.

  1. Trilha da Comunidade

Partindo do final da trilha da Água Fria e com 1.569 m de extensão, esta trilha dá acesso à um dos pontos mais altos do Parque, podendo ser percorrida em aproximadamente 2h.

É uma caminhada difícil, com desnível de 276 m e declividade acima de 30º, durante e qual pode-se observar bromélias e orquídeas. No alto do morro, encontram-se ruínas que dizem se tratar de uma antiga comunidade alternativa da década de 1970. Pelo local, passa a divisa de três municípios: Santo André, Santos e Mogi das Cruzes.

Rua Rodrigues Alves, s/nº. – Parte Baixa 

Horário de Funcionamento: 

Entrada: Ingresso R$ | Info: (11) 4439-0231

EnglishPortugueseSpanish